Destaques

Município convida voluntários para ações contra a pandemia em Londrina

Os interessados devem se cadastrar de forma on-line, no portal da prefeitura; entre as iniciativas há arrecadação de alimentos e outros produtos

A pandemia do coronavírus tem provocado, em todo o mundo, não só um aumento no número de pessoas doentes, mas também sérias dificuldades sociais e econômicas. O isolamento e distanciamento social, medidas preventivas mais eficazes contra o COVID-19, refletem em um aumento da população em situação de vulnerabilidade, pois reduzem as fontes de renda. Diante desta dificuldade, a Prefeitura de Londrina está lançando duas campanhas, para atuação de voluntários e arrecadação de doações, que irão auxiliar os londrinenses na superação desse momento.

A coordenação da campanha é feita pela Prefeitura, envolvendo secretarias e órgãos municipais, com parceria e apoio de entidades e associações da sociedade civil, lideranças religiosas e demais organizações. Com o tema “Seja um voluntário para atuar na pandemia”, estudantes e profissionais de todas as áreas, principalmente saúde e assistência social, poderão contribuir de forma prática no atendimento à população.

Dois formulários já estão disponíveis na página principal da campanha, no Portal da Prefeitura. Ali, os interessados poderão informar seus dados pessoais e de contato, quais atividades poderá executar, e em qual região da cidade. O Município fará o cruzamento das informações e retornará ao voluntário, seja ele estudante ou não, com detalhes sobre a prestação dos serviços.

Foto: Emerson Dias

No lançamento da ação, o prefeito Marcelo Belinati explicou que o objetivo da Prefeitura é conectar quem pode contribuir a quem precisa, seja com uma orientação psicológica, apoio emocional, e até mesmo auxiliando presencialmente nas unidades de saúde. “Tem muita gente querendo ajudar e muita gente precisando de ajuda, então vamos conectar essas pessoas. Doe o que puder, o que pedimos é realmente a solidariedade de todos, nesse momento muito delicado não só para Londrina, mas para o mundo. E não tenho dúvidas de que vamos passar por essa fase difícil, e vamos vencer”, frisou.

Junto com a página online, a campanha disponibiliza o telefone 0800-4000-140, para mais informações a quem deseja aderir, seja empresa, indústria ou um cidadão. “E também nesse 0800, podem ligar as pessoas que estiverem precisando de amparo emocional ou apoio psicológico. Nós vamos registrar seus dados e repassar a um psicólogo que, posteriormente, fará o contato com você, vai orientar e tirar dúvidas. Participem, é uma forma de doar seu tempo e seu amor, em um gesto de carinho”, ressaltou o prefeito.

Foto: Emerson Dias

De acordo com a secretária municipal de Educação, e uma das organizadoras da campanha, Maria Tereza Paschoal de Moraes, a iniciativa conta com suporte tecnológico e planejamento logístico, pensando em ações que serão realizadas próximo das casas dos voluntários, ou por telefone e internet. “Temos muitos interessados em participar, em doar seu tempo. Associações, instituições, empresas, igrejas e pessoas. E para os estudantes, o site tem um termo de voluntariado para preencher, dentro da legalidade, formalizando essa atividade que ele possa praticar e ajudar”, ressaltou.

Para o voluntariado em geral, podem se inscrever pessoas de ambos os sexos, com 18 a 59 anos de idade, e que se autodeclarem em boas condições de saúde. É preciso confirmar o interesse e qual a disponibilidade de tempo para realizar ações. No formulário de cadastro, é possível escolher qual Unidade Básica de Saúde (UBS) tem interesse em colaborar, e quais ações está disposto a fazer.

E os estudantes que queiram se voluntariar podem estar matriculados em cursos de graduação ou formação profissionalizante, como medicina, enfermagem, odontologia, nutrição, psicologia, serviço social, farmácia e bioquímica, fisioterapia, técnico em enfermagem, saúde bucal, entre outras áreas.

Dentre as atividades disponíveis, estão auxiliar na higienização e controle de infecção dos serviços de saúde ou pontos de atendimento externos; trabalhar nos pontos de vacinação e nas campanhas  dos serviços de saúde; entregar medicamentos nas casas dos idosos e pacientes com comorbidades; atuar nas UBSs, colaborando com o fluxo e atendimento dos usuários e nas atividades administrativas; e trabalhar nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), com atividades administrativas.

Outras opções oferecidas incluem trabalhar no recebimento e entrega de cestas básicas; prestar serviço de costura na fabricação de máscaras; atuar como assistente social ou oferecer apoio psicológico por telefone, desde que devidamente formado e apto; entre outras atividades.

Arrecadação – Além dos voluntários para prestação de serviço, a campanha disponibiliza três pontos pela cidade, onde serão arrecadados alimentos, produtos de higiene e limpeza, utensílios pessoais e outros materiais. Em esquema drive thru, sem que o doador saia do seu veículo, as equipes recolherão os donativos, que depois serão encaminhados às famílias que necessitam. Os beneficiários serão selecionadas pelos técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social, mediante cadastro nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS).

A sugestão é que as doações incluam produtos de limpeza, higiene pessoal e, principalmente, alimentos. Porém, outros itens também serão bem-vindos. Os pontos de arrecadação ficam na Avenida Maringá, na Rua Benjamin Constant, e na Avenida Saul Elkind (ver lista completa abaixo).

Foto: Emerson Dias

Segundo o presidente da ACIL, Fernando Maurício de Moraes, quem quiser contribuir mas não puder ou não quiser sair de casa, pode depositar valores na conta corrente do Instituto Acil (informações abaixo), e esses recursos serão destinados à campanha. “Podem fazer suas doações, a Acil fará a prestação de contas dos valores arrecadados, e vamos apresentar para onde foi doado”, comunicou.

Criado em 2003, o Instituto Acil é voltado, dentre outras finalidades, a contribuir com o desenvolvimento econômico e social e combate à pobreza. “Sabemos que os empresários estão sofrendo com essa situação, mas com certeza daremos a volta por cima. Com muito trabalho, muito planejamento, vamos modificar isso. E, mesmo com dificuldades, o empresariado tem feito muito contato com a associação, pessoas físicas também, para saber como ajudar as pessoas com mais necessidade. Então esse trabalho veio a calhar, para ajudar com essa medida”, detalhou o presidente.

Pontos de arrecadação:

Super Creche (drive thru/dentro do carro): Rua Benjamin Constant, 800 (entrada pela Rua Minas Gerais).

Centro Cultural da Região Norte (drive thru): Avenida Saul Elkind, 790.

Espaço Dom Bosco, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, Rua Dom Bosco, 55.

As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas.

 

Dados para depósito ou transferência bancária – Instituto ACIL:

Banco: Sicoob

Agência: 4355

Conta Corrente: 2230-6

CNPJ: 06.316.758/0001-10

Nome: Instituto ACIL

Texto: Dayane Albuquerque e Juliana Gonçalves

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos