Destaques

Prefeitura abre edital para compra de 600 mil uniformes

Pregão 170/2019 deve garantir os kits que serão fornecidos a 44 mil alunos em 2020 e 2021

A prefeitura de Londrina está com edital aberto para a compra de 600 mil peças de uniformes escolares para os alunos da rede municipal.O pregão nº 170/2019 prevê a aquisição camisetas mangas curtas e longas, jaquetas, calças e bermudas, com valor máximo de R$12.740.000,00.

O pregão é divulgado pelo Programa Compra Londrina. O programa dá suporte e incentiva empresas locais a disputar contratos públicos. O Compra Londrina é composto por um comitê formado pela Prefeitura, Sebrae, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) e Observatório de Gestão Pública (OGPL). Mais recentemente, Sercomtel, UEL, CMTU, COHAB e Câmara de Vereadores de Londrina também se integraram à iniciativa.

As peças do pregão nº 170/2019 estão divididas em kits de verão e inverno, para uso em 2020 e 2021. Nesse novo pregão, além dos alunos da rede municipal, os uniformes também vão para os Centros de Educação Infantil filantrópicos, incluindo cinco unidades ainda em obras.

A sessão de entrega de documentos e disputa de lances está marcada para o dia 19 de julho, a partir das 9h, na Sala de Licitações da Prefeitura de Londrina (térreo).

Neste edital, aspectos da qualidade das malhas e dos acabamentos também foram melhorados para garantir maior durabilidade dos uniformes. As empresas vencedoras deverão apresentar amostras de peças e laudos que atestem resistência, gramatura, composição da malha e anti-peeling (o que evita a formação de bolinhas no tecido). A análise das amostras dos vencedores será feita por uma comissão de especialistas e é aberta ao público.

Empresas de Londrina interessadas em entender os detalhes da compra podem acionar o plantão tira-dúvidas do Programa Compra Londrina. Das 12h às 18h, empresas podem agendar um atendimento para conhecer o pregão aberto na Prefeitura. A Sala do Compra Londrina fica no 1º andar da Prefeitura de Londrina. O telefone é 3372-4605.

O edital 170/2019 é dividido em 30 lotes de uniformes, separados para entrega por regiões da cidade. Dos lotes, 15 são exclusivos para disputa apenas por micro e pequenas empresas de confecção, com valores de até R$ 80 mil.

Os 30 lotes foram separados para permitir o maior número possível de empresas na disputa. Vão de 3600 unidades – permitindo a entrada de pequenas confecções – até 67 mil unidades. “Queremos que as melhores empresas do setor, inclusive as de Londrina, compareçam em peso para disputar essa compra. Tomamos diversas medidas de aprimoramento e agimos para garantir um processo competitivo, que nos garanta uniformes de qualidade a preços de mercado”, aposta o secretário de Gestão Pública, Fábio Cavazotti.

Todas as informações sobre o pregão podem ser consultadas neste link, na página da Prefeitura de Londrina, em bit.ly/uniformes12mi.

Qual o preço máximo de cada peça?

Os preços máximos por unidade, que serão disputados pelas empresas – e reduzidos nos lances – são os seguintes:

Camiseta manga curta – R$ 16,43 unidade

Camiseta manga longa – R$ 18,20 unidade

Bermuda – R$ 17,43 unidade

Calça – R$ 22,10 unidade

Jaqueta – R$ 36,81 unidade

Passo a passo: como funciona o pregão

O pregão dos uniformes é no formato Registro de Preços: nele, a Prefeitura requisita a entrega dos serviços ao longo do ano, de acordo com uma programação previa, e a empresa deve manter os preços iniciais até o fim do contrato.

1 – Segundo o edital, no dia marcado, o pregoeiro recebe as propostas das empresas em documentos impressos assinados.

2 – Em cada lote, o pregoeiro identifica entre os participantes aquele que ofertou o menor valor pelo item.

3 – Identificado o menor valor, o pregoeiro seleciona para a próxima etapa todas as empresas com propostas até 10% acima do menor valor verificado.

Em um exemplo fictício: em um lote com teto máximo de R$ 150 mil, uma empresa ofertou o valor de R$ 100 mil no envelope impresso. Após a abertura de todas as propostas das empresas, o pregoeiro identifica esta como a melhor proposta.

A partir disso, todas as empresas que ofereceram preços no intervalo de R$ 100 mil a R$ 110 mil (10% maior que a menor oferta) estão classificadas para a fase de lances. As demais estão automaticamente desclassificadas.

4 – Apenas as empresas dentro do intervalo descrito participarão de um “leilão invertido” – cujo valor mínimo, no caso do exemplo, é R$ 100 mil. Assim, as empresas são estimuladas pelo pregoeiro da sessão a ofertar lances verbais que cubram a menor proposta, até a desistência dos demais. Assim que o leilão for encerrado, o pregoeiro checa os documentos da empresa com menor valor. Caso estejam de acordo com o edital, ela pode ser considerada a vencedora do pregão.

Inexperiente em licitações? Use a Sala do Compra Londrina

O Programa mantém uma sala de orientações, no 1º andar da Prefeitura, especializada em dar suporte, consultorias e treinamentos gratuitos para licitantes e interessados em disputar as compras da Prefeitura. Orientações presenciais podem ser agendadas pelo telefone 3372-4605. O número também pode ser acionado em caso de dúvidas pontuais sobre os editais.

O programa mantém um site onde empresas podem se cadastrar no link http://compralondrina.com.br/cadastre-sua-empresa para receber informações sobre os editais abertos em órgãos como a Prefeitura, UEL, CMTU, Câmara de Vereadores, Cohab e Sercomtel. Acesse, ainda, o Compra Londrina pelo facebook em www.facebook.com/compralondrina .

Texto: Juliana Gonçalves e Marcelo Frazão

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos