Cidade

Guarda Municipal reprime atos de vandalismo e depredação

Moradores do entorno da Concha Acústica ficaram incomodados com barulho e pichações

Na noite de ontem, terça-feira, equipes da Guarda Municipal precisaram acompanhar uma manifestação ocorrida na região central de Londrina. Foram muitas as reclamações e chamados para o 153 por parte de moradores irritados com som alto e, principalmente, com várias pichações feita na Concha Acústica e arredores. Não houve flagrante do vandalismo, porém um homem foi autuado por crime ambiental, por colocar som bem acima do volume permitido por lei.

De acordo com Pedro Ramos, secretário municipal de Defesa Social, o fato da Guarda ter sido alertada evitou maiores depredações. Os agentes da Guarda fizeram algumas abordagens a fim de localizar quem foram as pessoas que praticaram as pichações, porém já não havia indícios. A Guarda Municipal de Londrina trabalha 24 horas por dia. Todos os dias. E atende pelos telefones 153 e 199, da Defesa Civil. Em caso de necessidade ou visualizar alguma situação suspeita, denuncie.

Atribuição legal

De acordo com a lei federal 13.022 de 2014, referente ao estatuto geral das guardas municipais do brasil, são os princípios mínimos de atuação: a proteção de bens, serviços, logradouros públicos municipais e instalações do município; o patrulhamento preventivo e o compromisso com a evolução social da comunidade; a proteção dos direitos humanos fundamentais, do exercício da cidadania e das liberdades públicas; e a preservação da vida, redução do sofrimento e diminuição das perdas, das instituições de segurança pública.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos