Cidadão

Secretaria de Governo discute realização de capacitações sobre cuidados paliativos

Atividades serão oferecidas tanto para a população em geral quanto para profissionais da rede pública, e poderão contar com a participação de outras organizações

A Secretaria Municipal de Governo (SMG) promoveu, nesta terça-feira (10), uma reunião com representantes de outros órgãos e instituições para discutir a realização de capacitações sobre cuidados paliativos, voltadas à população em geral e aos profissionais da rede municipal de Saúde.

Participaram do encontro, o secretário municipal de Governo, Alex Canziani; a diretora Educacional da Escola de Governo da Prefeitura de Londrina, Andrea Beluce; a gerente de Programas Especiais da Secretaria Municipal de Saúde, Vânia Alcântara; a coordenadora da Comissão de Bioética e Biodireito da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – subseção Londrina, Franciane Campos; e o médico e coordenador da equipe de Cuidados Paliativos do Hospital do Câncer de Londrina (HCL), Marcos Lapa. Também estiveram presentes a consultora executiva do programa Child Life no Brasil, Carolina Fonseca, e o empresário Valter Orsi.

De acordo com o secretário municipal de Governo, Alex Canziani, o objetivo da administração municipal é transformar Londrina em uma referência nacional em cuidados paliativos. Para isso, a Prefeitura planeja oferecer cursos formativos que sensibilizem a sociedade e os profissionais de saúde para essas práticas. “A questão dos cuidados paliativos é fundamental, pois envolve diretamente a qualidade de vida da população. Reunimos essas instituições, hoje, para discutir as melhores estratégias para difundir esses conhecimentos. Além disso, o prefeito e a Secretaria de Saúde estão trabalhando em um projeto de lei para a implementação de cuidados paliativos na rede municipal. Essa iniciativa conta com a parceria de diversas instituições, como a OAB, Hospital do Câncer e Pontifícia Universidade Católica do Paraná”, frisou.

Foto: NCom

O coordenador da equipe de Cuidados Paliativos do HCL, Marcos Lapa, explicou que os cuidados paliativos são uma abordagem multiprofissional, que visa proporcionar mais qualidade de vida aos pacientes acometidos por doenças graves que ameacem a continuidade de sua vida, bem como suas famílias. Essas práticas envolvem profissionais de diversas áreas, como medicina, enfermagem, serviço social, psicologia, farmácia e bioquímica, nutrição e fisioterapia, entre outras. “Mesmo que não haja possibilidade de cura, nós podemos fazer muito por esses indivíduos, atenuando sintomas como a dor, náusea, falta de ar, fadiga e perda de apetite. Além disso, oferecemos apoio, confiança e suporte em todas as esferas do atendimento, seja no campo físico, emocional, social e espiritual. Assim, trazemos mais conforto para os doentes e suas famílias no enfrentamento desse processo de doença, que pode ser curto ou mesmo extremamente longo”, destacou.

A diretora Educacional da Escola de Governo da Prefeitura de Londrina, Andrea Beluce, explicou que estão em andamento as discussões para a estruturação da primeira capacitação sobre o tema. “Faremos uma formação on-line, disponibilizada no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) para toda a população. Posteriormente, ofereceremos outro curso, mais aprofundado, para os profissionais da rede de saúde. No momento, estamos discutindo a composição do corpo docente, conteúdos abordados e metodologias”, afirmou.

Conforme a coordenadora da Comissão de Bioética e Biodireito da OAB Londrina, Franciane Campos, existe uma grande necessidade de realização de formações sobre cuidados paliativos para os trabalhadores que integram a rede pública de saúde. “Nosso objetivo é que os profissionais e a sociedade tenham acesso a conhecimentos de qualidade e entendam o que são os cuidados paliativos, para que essas práticas sejam cada vez mais disseminadas”, salientou.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos