Destaques

Prefeitura finaliza construção do novo bueiro celular na área do Lago Igapó 2

O equipamento ganhou nova estrutura de contenção em concreto e renovação em tubulações para garantir o funcionamento adequado e evirar ações erosivas

A Prefeitura de Londrina finalizou, na última semana, a obra de reconstrução do muro de ala de um bueiro celular localizado na Avenida Bento Munhoz da Rocha, entre as avenidas Ayrton Senna e Maringá, na área do Lago Igapó 2. A estrutura agora revitalizada, moldada em concreto armado, fica no trecho de transposição do córrego Cambezinho.

Antes rompido e com defeitos nas tubulações, o muro foi construído novamente para evitar a ocorrência de erosões nesse ponto do lago, permitindo o escoamento seguro das águas que defluem por essa instalação. O objetivo é que o bueiro garanta um funcionamento adequado por vários anos.

O trabalho de recomposição deste equipamento foi iniciado no mês de abril, tendo sido concluído pelo Município com cerca de quatro meses de serviços, ou seja, antes do prazo contratual estipulado para a entrega da obra, que era até dezembro de 2022.

Para realizar as melhorias naquele local, houve investimento de R$ 63 mil, aproximadamente, com recursos próprios municipais. A execução foi feita pela empresa Otimiza Engenharia e Empreendimentos.

A estrutura reconstruída no Lago Igapó 2 é um bueiro duplo com muro de ala retangular concretado – instalação criada, em geral, em locais com a presença de cursos de água permanentes. Para funcionar de maneira adequada e evitar riscos de ações erosivas, essa construção precisa contar com seus dispositivos de vazão hidráulica suficientemente capazes de possibilitar o escoamento seguro da água.

No processo de recuperação da instalação, foram necessários serviços de escavações para acerto do terreno e operação e máquinas, bem como demolições de concreto armado e remoções de materiais no entorno. Cinco tubulações internas da instalação estavam quebradas e precisaram ser substituídas por novos elementos.

Já para consolidar o muro de contenção houve intervenções como o enrocamento de pedra – estrutura de proteção feita com pedras agrupadas em blocos para amortecimento de efeitos erosivos -, além de instalação de armações de aço, tubo de concreto para redes coletoras de águas pluviais e execução de drenos, entre outras adequações, como o plantio de grama em placas sobre o muro, na área de declive a partir da pista de asfalto até o lago.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos