Cidade

Técnicos da Prefeitura passam por capacitação do TRF

Sistema Eletrônico de Informação deve entrar em funcionamento no segundo semestre e trará agilidade, economicidade e transparência aos processos

Sistema Eletrônico de Informação deve entrar em funcionamento no segundo semestre e trará agilidade, economicidade e transparência aos processos

sistema.sei.DA fim de proporcionar mais celeridade e eficiência no trâmite dos processos administrativos realizados pela Prefeitura, cinco membros do Grupo de Trabalho (GT), responsável pela implantação do Sistema Eletrônico de Informação (SEI), foram a Porto Alegre participar de uma capacitação ministrada pelos funcionários do Tribunal Regional Federal da 4ª região, durante o dia de ontem (5).

O grupo teve acesso às informações sobre a gestão do sistema. “Tivemos acesso a elementos necessários para montar o plano de projeto de implantação, que será encaminhado ao prefeito Alexandre Kireeff até 13 de março, e que dizem respeito ao sistema de permissões e gestão do SEI”, explicou o coordenador do GT, Newton Hideki Tanimura.

O secretário municipal de Gestão Pública, Rogério Carlos Dias, contou que o objetivo é reduzir o número de impressões pela metade. “Não é possível reduzir 100% das impressões, porque há documentos que necessitam ser entregues à população de forma impressa, como é comum na Secretaria de Saúde e Educação. O SEI vem facilitar os trâmites, porque otimiza o tempo de tramitação, traz transparência aos processos, segurança na guarda dos documentos, economicidade e eficiência, além de possibilitar que várias pessoas possam acessar o mesmo processo ao mesmo tempo”, ressaltou.

Até o momento, os técnicos realizaram testes como usuários do sistema, visto que ele, futuramente, será utilizado para atender as demandas da população, além dos trabalhos internos dos servidores. O primeiro semestre está sendo um período de testes como administrador, de treinamento dos usuários e de elaboração de estratégias e processos. O SEI deve entrar em funcionamento em meados de setembro. A previsão é que o município leve dois anos para utilizá-lo em todos os procedimentos.

Atualmente, mais de 50 órgãos públicos utilizam o software livre elaborado pelo TRF 4ª região, que é um sistema de processos eletrônicos feito totalmente pela web, fácil de manusear, rápido, intuitivo, com assinatura eletrônica de documentos e suporta a anexação de imagens e documentos. A criação, edição, assinatura e o armazenamento dos dados serão realizados por meio eletrônico.

Imagem: Divulgação

Etiquetas
Mostrar mais

Ana Paula Hedler

Gestora de Comunicação, formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, especialista em Comunicação com o Mercado pela Universidade Estadual de Londrina e Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos