Destaques

Melhorias nas estradas de Lerroville criam um novo cenário rural

Estão sendo executadas readequações diversas, com novo cascalhamento e intervenções nas estradas Pari-Paró 1 e 2, e do Apucaraninha

A Prefeitura de Londrina tem trabalhado para proporcionar mais qualidade e novas condições de acesso e tráfego às estradas rurais do município, por meio de ações de adequação, manutenção e melhorias. A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento está concluindo a readequação de um trecho de cerca de 30 km de estradas que passam pela região do distrito de Lerroville. Este pacote de serviços contempla as estradas Pari-Paró 1 e 2, com execução já finalizada, e do Apucaraninha, que faz ligação até a Usina Apucaraninha. A entrega completa está prevista para o mês de junho. O prefeito Marcelo Belinati acompanha de perto a obra, que é bastante necessária para os produtores rurais e moradores da região.

Foto: Vivian Honorato

Em toda a extensão abrangida pelas obras, a pista está sendo renovada com serviço de rolamento em cascalho, alargamento de 4 para 8 metros, correção de irregularidades e a elevação de seu nível, intervenção importante que trará ganhos de qualidade na consistência de tráfego, e ajudará a reduzir os impactos causados pelas chuvas, amenizando os riscos de alagamentos. Também foram feitas melhorias com instalação de novo sistema de drenagem e bueiros, o que inclui a integração de curvas de nível para maior conservação do solo e melhor acesso às propriedades rurais.

A faixa das estradas do Pari-Paró 1, que também envolve acesso a Tamarana, e Pari-Paró 2, somando quase 16km, já estão concluídas. Os dois trechos também beneficiarão assentamentos como o Eli Vive II e Pó de Serra. Já nos 13,9km da estrada Apucaraninha falta apenas o término da aplicação de revestimento em moledo, e outras adequações menores.

Foto: Vivian Honorato

Segundo o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Santos, a recuperação das estradas, com obra integrada, será de grande valia para atender a milhares de produtores que moram na região. “A estrada do Apucaraninha, por exemplo, é uma das que possuem maior movimento em toda a zona rural de Londrina, portanto, todas as intervenções serão de suma importância para as pessoas que utilizam essas vias no escoamento de produções e para suas atividades rotineiras. As condições de tráfego melhoram, com pista mais consistente, e o acesso às propriedades também fica facilitado. São quase 30km de estrada”, ressaltou.

Ainda de acordo com Santos, a intenção é dar continuidade a este projeto de conservação de estradas rurais promovido pelo prefeito Marcelo Belinati. “Por meio de várias frentes e esforços, desde o início o objetivo da administração é oferecer à zona rural as melhorias merecidas, e isso inclui as estradas”, completou.

Esta iniciativa é viabilizada pelo Município de Londrina, com recursos próprios, e tem projeto feito em parceria com a Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Paraná (SEAB). Os maquinários e equipamentos utilizados são cedidos pelo governo estadual ao Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Regional Bacia do Cafezal (CIDREBAC), que envolve as cidades de Londrina, Rolândia, Cambé e Arapongas.

Além de toda a operacionalização das tarefas, com atuação de servidores próprios, a Prefeitura de Londrina também colaborou utilizando parte de seus maquinários para realizar uma parcela das atividades. Todos os custeios estão dentro do orçamento municipal, e envolvem o combustível utilizado e as horas trabalhadas pelas equipes, além dos insumos aplicados, que foram adquiridos separadamente, por processo licitatório.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos