Destaques

Prefeitura e sindicato definem reposição salarial para fevereiro

Será aplicado o valor do INPC referente ao período de 1° de fevereiro de 2021 a 31 de janeiro de 2022

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, recebeu na tarde desta quinta-feira (27), em seu gabinete, a diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindserv) e integrantes do secretariado, para definirem a reposição inflacionária e a data-base de 2022. Compareceram os secretários municipais de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, de Saúde, Felippe Machado, e o presidente do Sindserv, Fábio Molina, e outros.

Na reunião, ficou definido que a reposição inflacionária, referente ao período de 1° de fevereiro de 2021 a 31 de janeiro de 2022, será aplicada nos salários a serem pagos no final de fevereiro. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) previsto para o período é de 10 a 11%, e deve ser divulgado no início de fevereiro.

Foto: Vivian Honorato

O secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, reforçou que, desde o primeiro ano da administração do prefeito Marcelo Belinati, a relação com o servidor municipal é baseada no respeito, transparência e valorização. “Neste momento, em que se pese a pandemia e a situação econômica do país, o Município não poderia faltar com os servidores, que tanto contribuem para o desenvolvimento da cidade, com realização das obras e projetos da administração municipal. Conceder a reposição era um desafio que tínhamos e que o prefeito determinou. A equipe técnica das secretarias de Fazenda e Planejamento fizeram grande esforço, viabilizando os recursos e orçamento necessários para poder fazer jus a essa recomposição inflacionária”, destacou.

No salário referente ao mês de janeiro/2022, a ser repassado nos próximos dias, foi autorizado o pagamento das licenças-prêmio de, aproximadamente, 700 servidores da Secretaria Municipal de Saúde. O recurso público investido será de pouco mais de R$ 2 milhões.

Foto: Vivian Honorato

Em relação à data-base de 2021, ficou decidido que a Prefeitura e o Sindserv vão estudar se há viabilidade legal de ser concedido o reajuste da inflação do período. A Lei Complementar n° 173/2020, do governo Federal,  impediu a Prefeitura de Londrina de aplicar o reajuste salarial, congelou o período aquisitivo de licença-prêmio e adicionais por tempo de serviço, entre outras medidas.

Para o presidente do Sindserv, Fábio Molin, a reunião desta quinta-feira (27) trouxe avanços importantes. “Ficou acordado que, com o fechamento do índice no final de janeiro, este será repassado aos servidores. Não temos ainda um número oficial, pois ele só fecha dia 31, mas deve ser publicado oficialmente entre os dias 4 e 5 de fevereiro. Quanto à data-base de 2021 continuamos em negociação, buscando um entendimento tanto jurídico quanto orçamentário para que também seja concedida o mais breve possível aos servidores da Prefeitura, que têm se dedicado com tanto empenho ao longo dos anos e dessa pandemia”, concluiu.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos