Cidadão

Guardas municipais participam de curso de combate em ambientes confinados

Instrução teve 16 horas/aula e foi ministrada por Joab Guimarães, veterano da Legião Estrangeira Francesa

A Secretaria Municipal de Defesa Social, por meio do Centro de Formação da Guarda Municipal de Londrina (CFGM), contou com a participação de dois guardas municipais, Rômulo Anzoategui e Giovane Hanriete, em um curso de Instrução Técnica de Combate em Ambientes Confinados (CQB). O encontro ocorreu nos dias 19 e 20 de setembro, em São Carlos (SP).

Participaram da instrução, com carga horária de 16 horas/aula, guardas municipais das cidades Londrina, Rio Claro (SP), Indaiatuba (SP) e São Carlos (SP); e policiais militares do Batalhão de Ações Especiais (Baep) da cidade de Ribeirão Preto (SP). O curso é composto pelas disciplinas de como se equipar de maneira eficiente, economia da força física no combate, deslocamento, fases do CQB, tomada de ângulos, entre outras. O curso foi ministrado pelo instrutor Joab Costa Guimarães, veterano da Legião Estrangeira Francesa, ramo do serviço militar do Exército Francês, onde serviu por 18 anos.

De acordo com Guimarães as técnicas de combate estão em constante evolução. “Com relação a importância, as técnicas de combate em meio confinado vêm evoluindo. A procura por esse treinamento contribui para que cada profissional esteja à frente do inimigo. Sabemos que alguns inimigos também estão treinando, mas nosso objetivo é estarmos um passo à frente. A procura do conhecimento precisa ser evolutiva para que possamos aplicá-lo de forma eficaz para a sobrevivência dos operadores e daqueles que eles estão protegendo. Os familiares, sociedade e a instituição só têm a ganhar”, explicou.

O inspetor dos grupamentos táticos da Guarda Municipal de Londrina, Rômulo Anzoategui, participou das aulas e afirmou que está sempre em busca de aprender mais. “Eu já tenho conhecimento na área de CQB e quis evoluir um pouco mais por se tratar de um curso ministrado por um instrutor tem um conhecimento internacional. Eu me surpreendi com os detalhes das instruções que somaram com os meus conhecimentos anteriores”, pontuou.

A instrução recebida pelos guardas vem a somar com o serviço feito pela instituição durante a rotina diária, pois a maioria dos patrulhamentos preventivos são realizados pelos prédios públicos que possuem ambientes fechados e corredores. Caso o guarda se depare com alguma emergência ele vai saber a maneira correta de agir reduzindo o risco de perigo e risco à vida.

Os guardas municipais de Londrina que participaram do curso são instrutores do CFGM e posteriormente irão multiplicar o conteúdo aprendido para os demais guardas durante as fases da qualificação continuada pela qual os servidores são submetidos anualmente.

Etiquetas
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos