Destaques

Consultório na Rua atende 128 pessoas em junho

No mesmo período, programa da Secretaria Municipal de Saúde realizou mais de 400 ações em Londrina

 

No mesmo período, programa da Secretaria Municipal de Saúde realizou mais de 400 ações em Londrina

 

O Consultório na Rua, programa da Atenção Básica de Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde, atendeu, no mês de junho, 128 pessoas em situação de rua, que geraram 404 ações. O trabalho conta com a articulação de todas as secretarias, autarquias e fundações municipais, que prestam apoio aos atendimentos.

Desde a sua criação, em 2012, uma equipe multidisciplinar – composta por um psicólogo, um enfermeiro, um assistente social e três auxiliares de enfermagem – conta com 256 pessoas cadastradas. No ano passado, sete pessoas foram reinseridas na sociedade. Neste ano, foi registrado um caso de reinserção, além de diversos encaminhamentos aos abrigos do município.

São consideradas reinseridas pessoas que saíram das ruas e que há mais de um ano estão morando em casa própria ou alugada, trabalhando, ou que voltaram a morar com os familiares. Não são considerados, para cálculo, os encaminhamentos para abrigos.
A gerente de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, Karine Ferreira, explicou que o objetivo do programa é oferecer serviços de saúde a pessoas em situação de rua, no local onde elas se encontram e, como consequência, reintegrá-las na sociedade.

São prestados diversos tipos de atendimentos como, por exemplo, ajuda para viabilização de documentos, serviço de dentista, cuidados com higiene e encaminhamentos para consultas e exames nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), além de oficinas de reinserção social, com profissionais da área de psicologia, assistência social e enfermagem.

“A partir do momento em que a pessoa recebe estes cuidados, sua autoestima melhora muito e ela própria busca ajuda para a ressocialização, ou seja, para ir para um abrigo ou até mesmo para procurar uma ocupação”, disse.

O trabalho da equipe do Consultório na Rua é realizado de segunda a sexta-feira, no período da manhã. Os profissionais se dividem em dois grupos, um presta atendimentos nos pontos programados e outro faz busca ativa de casos novos.

 

Foto: divulgação

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos