Destaques

Vida no Trânsito reúne autoridades e gestores da área em Londrina

Evento, que vai até esta sexta, trouxe à cidade representantes de 15 municípios paranaenses e muito debate

Começou hoje (quinta) e vai até amanhã o Seminário Estadual Vida no Trânsito, promovido pela Prefeitura de Londrina por meio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU). O evento, realizado no auditório da UniCesumar, na região leste, reúne gestores e funcionários de órgãos de segurança viária de cerca de 15 cidades paranaenses. Com palestras, mesas redondas e cursos rápidos, o objetivo é a troca de experiências e a busca por soluções coletivas para o problema da violência nas ruas e avenidas do Paraná.

Durante a abertura, o diretor de Trânsito da CMTU, Sérgio Dalbem, lembrou o número de mortos e feridos nas estradas do estado e disse que todos os entes envolvidos na dinâmica viária são, em parte, responsáveis pelos indicadores. Ele elogiou a iniciativa do Seminário e reforçou o compromisso do Município com as atividades de orientação, prevenção e fiscalização nas ruas de Londrina.

Foto: CMTU

Representando o prefeito Marcelo Belinati, o diretor presidente da CMTU, Marcelo Cortez, frisou que a quantidade de mortes nas vias da cidade tem caído, mas ainda está longe de ser comemorada. Ele falou do projeto “Sinalizar para Educar”, desenvolvido nas escolas da rede municipal, estadual e particular do município, e declarou que a Prefeitura não vai medir esforços para melhorar o trânsito local.

O diretor-geral do Detran-PR, coronel César Kogut, reafirmou o compromisso do órgão na implantação de soluções tecnológicas capazes de evitar deslocamentos desnecessários às Ciretrans nos municípios. Representando o governador Ratinho Júnior, ele sustentou a necessidade do uso de radares para controle da velocidade e ratificou a disponibilidade do Estado em apoiar projetos de mobilidade.

Na mesma linha, o promotor Paulo César Tavares, do Ministério Público (MP), defendeu o aprimoramento das ações de fiscalização no combate à violência no trânsito. Ele também manifestou preocupação quanto ao projeto de lei do Governo Federal que afrouxa as punições para motoristas infratores.

Em nome da Polícia Militar (PM), o major Nelson Villa destacou que mudanças de comportamento exigem medidas reiteradas e insistentes de conscientização. No cerne da questão, segundo ele, estão as ações educativas. Ele relembrou o final da década de 90, quando o uso do cinto de segurança passou a ser obrigatório no Brasil. “As pessoas eram muito resistentes, mas hoje praticamente todo mundo usa e reconhece a importância do dispositivo. A mesma coisa foi com as faixas de segurança em Londrina. Antigamente você era xingado quando parava para dar preferência de passagem ao pedestre”.

Além da abertura oficial com a presença de autoridades, o Seminário contou com a palestra “O Brasil e o Projeto Vida no Trânsito”, ministrada por representante do Ministério da Saúde. Governança e mobilidade para cidades inteligentes também foram tópicos discutidos. Nesta sexta-feira (5), a programação inclui preleção sobre direção defensiva e parcerias público-privadas na gestão de projetos viários. Confira:

8h30

Palestra “Parcerias Públicas Privadas na Gestão de Projetos de Trânsito”
Palestrante Tenente-Coronel RR Pedro Ramos
Secretário de Defesa Social do Município de Londrina

10h30
Palestra “Dirigir defensivamente em vias públicas: caracterização das classes de comportamentos”
Palestrante Glisiane Zolim
Mestre em Análise do Comportamento pela Universidade Estadual de Londrina

11h45
Encerramento

Texto: Danylo Alvares / Assessoria CMTU

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos