Cidadão

Reunião do CALMA debate o sono infantil e a amamentação

Profissionais também receberão informações sobre os critérios de doação de leite humano; encontro ocorre hoje

O Comitê Municipal de Aleitamento Materno (CALMA) está reunido, na tarde desta quarta-feira (9), no Centro Pastoral, localizado na Rua Dom Bosco, 145, Jardim Dom Bosco. Na ocasião, os integrantes do Comitê participam de dois momentos científicos: sobre o sono infantil e a amamentação, com a enfermeira obstétrica e sanitarista Eni do Carmo de Souza, da Secretaria de Saúde, e sobre os critérios de doação de Leite Humano, com a enfermeira Letícia Costa, do Banco de leite do Hospital Universitário (HU).

Eni  abordou a intersecção entre o sono e a amamentação, ressaltando os fatores culturais que podem ter influência sobre o sono, por exemplo a forma como a mãe coloca o bebê pra dormir, os horários, se respeita o ritmo da criança. “Também discuti o ciclo do sono e da vigília na primeira infância, pois, muitas vezes, por desconhecimento, as mães podem não entender os múltiplos despertares da criança, principalmente no primeiro ano de vida, que as vezes nada mais é do que o ritmo normal dela. Coloco as diferenças entre padrões de sono e o hábito de sono, com algumas dicas para o bebê dormir melhor nos primeiros meses de vida”, disse.

A enfermeira obstétrica e sanitarista informou também que aborda os moduladores do sono, ou seja, aquilo que pode interferir para que a criança não tenha um sono restaurador e adequado. “É importante que a mãe entenda isso e que o profissional esteja atento para dar estas orientações para as mães”, enfatizou.

Em um segundo momento, a enfermeira Letícia Costa aborda a importância da doação do leite humano – melhor alimento para o desenvolvimento da criança – para os bebês prematuros que estão nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais. Também são debatidos os critérios desta doação. “Falo sobre os critérios de doação, para que os profissionais de saúde reconheçam potenciais doadoras e possam orientar as mulheres a procurar a doação de leite humano, pois muitas não sabem que existe este serviço”, disse.

Alguns dos critérios para ser doadora são: estar amamentando o seu bebê exclusivamente, não ter problema de saúde, não usar drogas e álcool, ter tido exames pré-natais normais. Para ser doadora do Banco de Leite do HU é necessário entrar em contato pelo 3371-2390. Na sequência, uma equipe de saúde vai até a casa desta mulher, para abrir um cadastro e verificar se ela está dentro dos critérios de doação. Estando apta, ela recebe um kit para recolhimento do leite e, semanalmente, uma equipe vai até a casa dela para buscar o leite coletado.

Sobre o CALMA – Atualmente, integram o Comitê Municipal de Aleitamento Materno de Londrina 22 instituições de assistência, ensino e pesquisa na área da saúde, públicas, privadas e filantrópicas, como a maternidades municipal, filantrópicas e particulares, representantes de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), universidades e profissionais autônomos. Também participam grupos de apoio ao aleitamento, Pastoral da Criança, Clínica de Especialidades Infantis/Bebê Clínica da Universidade Estadual de Londrina, entre outros.

Para a imprensa: outras informações sobre a reunião podem ser obtidas com a enfermeira e coordenadora do CALMA, Lilian Poli Castro, no 3372-9825/9827.

Etiquetas
Mostrar mais

Dayane Albuquerque

Gestora de Comunicação - Jornalista Prefeitura Municipal de Londrina

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos