Destaques

Autoridade da 2ª maior economia de Moçambique visita Londrina

Raul Novinte foi recebido pelo prefeito e firmou negócios com empresa de Cambé do ramo de maquinários asfálticos

O presidente do Conselho Municipal do distrito e do município de Nacala Porto, cidade com a segunda maior economia de Moçambique, Raul Novinte, visitou o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, na manhã desta terça-feira (5). Ele veio a convite do empresário do ramo de equipamentos para pavimentação asfáltica, Tiago Romanelli, que esteve na visita de cortesia.

Além de Londrina, Cambé também foi visitada pela autoridade da cidade portuária, que fica na província de Nampula. O Porto de Nacala está localizado na baía de Bengo, sendo que sua profundidade elevada permite a movimentação de navios 24 horas por dia. Ele conta com uma capacidade de armazenamento de até um milhão de toneladas de carvão metalúrgico e térmico, o que o tornou um dos portos mais importantes da costa oriental do continente africano.

No norte paranaense, o prefeito de Nacala buscou conhecer a região de maneira informal, para que, desta forma, novas parcerias comecem a ser estudadas entre os municípios brasileiros e o moçambiquenho. “Nós tivemos a iniciativa de virmos a Londrina, sabendo que se lá [Nacala Porto] tem o município e suas autarquias, aqui também têm. Então, hoje criamos essa amizade, esse contato informal, para que, futuramente, possa haver um intercâmbio e trocas de experiências entre nós e para que possamos levar experiências daqui para lá e vice-versa”, explicou Novinte.

Foto: Jenifer de Paula

Durante o encontro, Marcelo desejou boas-vindas ao prefeito e disse que era uma honra recebê-lo em Londrina. “Pretendemos ampliar essa parceria entre os municípios. Novinte veio para comprar máquinas asfálticas no Brasil e levá-las para o município dele. Isso é importante demais para a nossa economia. Considero uma honra poder recebê-lo”, destacou.

Esta não foi a primeira vez em que Novinte esteve no Brasil. Isso porque, ele residiu durante oito anos em Brusque, interior de Santa Catarina. Retornou a Moçambique em 2017 e, em 2019, assumiu a Prefeitura de Nacala Porto. Cinco anos antes, em dezembro de 2014, a cidade de Nacala inaugurou seu Aeroporto Internacional, que recebeu recursos do governo brasileiro para a construção. Atualmente, o município e o distrito sobrevivem do setor industrial e da mineração de carvão feita pela multinacional brasileira VALE.

Já a empresa instalada em Cambé, comercializa maquinários pesados para obras asfálticas, assim como presta assistência e suporte técnicos e revende peças. Entre os maquinários há a Usina de Micropavimentação, Tanque Pipa, Usina de Base e Pré-Misturado a Frio, Kit Tapa Buraco e Rolo Compactador. Alguns deles foram comercializados com grandes empreiteiras estrangeiras e locais, que trabalham executando obras estruturais e de pavimentação em todo território Moçambiquenhos. Nesta visita, foram firmados negócios comerciais com o próprio governo local africano e com empresários brasileiros.

Segundo o empresário, ainda existe um grande espaço para o crescimento de negócios e parcerias que podem vir a ser estabelecidas entre Brasil e Moçambique. “Eles precisam de muita infraestrutura. Ainda há poucas ruas pavimentadas e como temos máquinas trabalhando lá, o prefeito viu uma delas, entrou em contato conosco e eu o convidei para conhecer a nossa fábrica, em Cambé. Tenho muitas relações de negócios com a África, gosto muito de todos lá e eles ainda têm muito espaço para crescer”, acrescentou Romanelli.

Para a imprensa: outras informações podem ser obtidas com o empresário, Tiago Romanelli, pelo 3174-9000.

Etiquetas
Mostrar mais

Ana Paula Hedler

Gestora de Comunicação, especialista em Comunicação com o Mercado e Mestre em Ciência Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos