Destaques

A todo vapor a primeira fase do Cidade Iluminada

Programa da prefeitura expande implantação de LED por toda a cidade e até nos distritos. Empresa fez prestação de contas

A prefeitura deverá concluir, até dezembro do ano que vem, pelo menos a primeira fase do programa municipal “Cidade Iluminada”, que prevê a implantação inicial de 23.344 luminárias do padrão “Light-Emitting Diode” (LED), mais eficientes e econômicas, nas ruas de Londrina, num investimento calculado em R$ 49,5 milhões. Além disso, o Executivo quer concluir a instalação de pelo menos 1.500 pontos de luminárias em praças e rotatórias, calculados em R$ 3,2 milhões. O serviço de implantação é feito pela Sercomtel Iluminação, que hoje de manhã realizou uma audiência pública, na Câmara Municipal, para prestar contas de suas atividades desde quando iniciou seus trabalhos, há cinco anos, e já apresentar as linhas gerais do planejamento para 2020.

Para um público formado por vereadores, representantes da prefeitura e da sociedade civil organizada, incluindo membros do Governo do Estado, a direção da empresa fez um relato durante 90 minutos. No caso específico do Cidade Iluminada, o presidente da empresa, Luciano Kühl, salientou que é possível que a prefeitura e a Sercomtel Iluminação iniciem uma “Fase 2”, que irá ampliar os investimentos do programa na iluminação pública de Londrina.

Hoje o município (incluindo distritos rurais e praças) tem um parque de iluminação pública de 65 mil pontos, dos quais 9.520 já são LED. Os demais são divididos entre lâmpadas de vapor de mercúrio, de sódio e vapor metálico. “É até possível que a gente antecipe a conclusão da primeira etapa para setembro do ano que vem”, acredita Kühl, que mencionou, inclusive, a modernização em LED do Lago Igapó 2 e dos lagos Norte e Cabrinha, na Região Norte, que deverão acontecer nas próximas semanas, dependendo das condições meteorológicas.

Durante a apresentação na Câmara, o presidente da Sercomtel Iluminação e os diretores Administrativo e Financeiro, Edílson Moreira, e o Operacional, Alexander Fermino, destacaram todos os principais contratos celebrados e em andamento com a prefeitura, incluindo valores e contratações de fornecedores.

Salientaram que as ações da empresa têm acompanhamento do Tribunal de Contas, Ministério Público, auditorias interna e externa independente, Controladoria Geral do Município, Câmara Municipal, Ouvidoria da Prefeitura e também são acompanhadas pelo Observatório de Gestão Pública de Londrina, além de seus próprios conselhos administrativo e fiscal, além de área de gestão de risco, como Governança e Compliance.

Luciano Kühl salientou, na ocasião, que a SI é uma empresa prestadora de serviços “e que é demandada pela prefeitura”. Ele destacou que a intenção do prefeito Marcelo Belinati é atender todas as regiões indistintamente. A prefeitura e a Sercomtel Iluminação estão com ações de implantação de LED nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste, Centro e até nos distritos rurais, que deverão ser completamente modernizados até o final dos próximos dois meses, dependendo também das condições climáticas, assim como os 12 bairros da cidade que já foram integralmente atendidos e já beneficiam uma população de mais de 35 mil pessoas.

CONTRATOS – A Sercomtel Iluminação atua em duas frentes: modernização com LED e manutenção das atuais luminárias. O contrato de manutenção de todo o parque de iluminação de Londrina está orçado em R$ 44,2 milhões. Neste ano, somente até novembro, a empresa já fez 23.286 atendimentos nesta área. A média dos últimos quatro anos foi de 31.683. Os dados também foram apresentados no encontro da manhã.

A empresa londrinense tem 26 editais de compra e já alinha outros contratos futuros com a prefeitura, que preveem, por exemplo, 1.023 LEDs em praças, num investimento de mais de R$ 6 milhões. Também há estudos para a manutenção e modernização de luminárias das primeiras 26 escolas municipais, orçados em R$ 1,5 milhão.

A SI também vai atuar no campo da telegestão instalando em luminárias LED 1.000 unidades de relés “inteligentes”, através dos quais a empresa poderá fazer monitoramento à distância. Com isso, em breve será possível dimerizar a intensidade da luz e realizar outros ajustes remotamente. Hoje a Sercomtel Iluminação faz testes em 199 pontos de vapor de sódio no distrito de Lerroville (56 quilômetros da sede) e nos LED da Praça Sete de Setembro, no centro de Londrina.

O encontro na Câmara Municipal para a prestação de contas da Sercomtel Iluminação contou com a presença de diferentes segmentos, inclusive do presidente da Casa, Ailton Nantes, e dos vereadores Jairo Tamura, Jamil Janene, Emanuel Gomes, José Roque Neto, Estêvão da Zona Sul, Péricles Deliberador e João Martins.

Etiquetas
Mostrar mais

Marcelino Jr

Jornalista, consultor, editor literário e especialista em "Comunicação Organizacional: Gestão Estratégica" pela Universidade Estadual de Londrina.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos