Cidadão

Fundação de Esportes de Londrina encerra o ano com sucesso

Reformas de ginásios esportivos da cidade, revitalizações de quadras, construções de complexos esportivos e campeonatos marcaram o ano de 2019

Diversos acontecimentos marcaram o ano de 2019 na Fundação de Esportes de Londrina (FEL). Entre eles é possível citar as reformas de ginásios esportivos da cidade, revitalizações de quadras, construções de complexos esportivos e campeonatos que beneficiaram Londrina. A cidade pôde desfrutar de quase 150 eventos esportivos, em sua grande maioria gratuitamente. O projeto Futuro também teve um ano agitado e encerrou as suas atividades na semana passada.

Foto: Vivian Honorato

Em relação a obras, o ginásio Moringão e o ginásio do Jardim Bandeirantes foram os contemplados. Palco de muitos eventos, a reforma do Moringão foi iniciada em julho e a obra prevê a troca das telhas, impermeabilização da laje, instalação de resfriador de ar, iluminação de LED, placas fotovoltaicas, entre outros serviços, sendo investido R$ 1.889.237,68, recurso proveniente de contrapartida municipal e emenda parlamentar. O Ginásio Bandeirantes, que teve sua ordem de serviço assinada no começo deste mês, já iniciou os trabalhos e lá serão investidos R$ 368.723,96, custeados pelo Ministério do Esporte, representado pela Caixa Econômica Federal (CEF) e o Município de Londrina. No local deverá ter revitalização geral do espaço, desde a troca da cobertura até pintura de toda a estrutura do lugar, que atualmente se encontra com infiltrações, sujeira e pichações. O campo esportivo no Luiz de Sá também está na agenda de reformas.

As obras na área esportiva não pararam por aí. Por meio do projeto Arenas Multiuso, oito espaços para prática esportiva estão sendo construídos em Londrina, contemplando todas as regiões da cidade. Ao todo, o investimento é de aproximadamente R$ 2,4 milhões, com recursos da Secretaria do Esporte e Turismo do Paraná (SEET) e parceria do Município. No primeiro semestre de 2019 já estavam em funcionamento as arenas do Conjunto Vista Bela, Parque das Indústrias e do Colégio Militar de Londrina. No segundo semestre foi possível entregar os complexos dos jardins Santa Alice, Bandeirantes e do Conjunto Cafezal. Assim como o Centro Esportivo do Maria Cecília, o do Jardim do Sol está em fase de finalização.

Segundo o presidente da FEL, Fernando Madureira, essas realizações foram de extrema importância. “Fazia mais de 20 anos que diversas estruturas não tinham recebido nenhum tipo de revitalização. Para as comunidades dos bairros, as quadras esportivas, os complexos esportivos e as quadras de grama sintética motivam a população a realizarem atividades físicas, de forma recreativa ou até esportivas, viabilizando à pessoa de qualquer idade um espaço adequado para que ela possa desenvolver uma atividade. O esporte impacta na vida em um modo geral, melhora a saúde, possibilita um lazer para as crianças, afastando-as de ações criminosas. Além de entregar à comunidade um local de qualidade, a FEL tem estagiários de educação física que atuam nesses lugares de forma gratuita, com atividades para diferentes idades e o intuito é aumentar para que haja em todos os cantos da cidade. Assim, possibilitando uma melhor qualidade de vida às pessoas”, frisou.

Foto: Vivian Honorato

Neste ano, Londrina ainda sediou competições importantes. Foram diversos campeonatos que movimentaram a economia da cidade. Por começar pelos Jogos do Paraná, em junho a cidade presenciou os Jogos Abertos Paradesportivos do Paraná (PARAJAP’s), que reuniu cerca de 1.300 atletas de 50 cidades paranaenses e mais de 1.700 pessoas, somando dirigentes, comissão técnica e equipe de organização. Em setembro foi realizado os Jogos da Juventude do Paraná (JOJUP’s), com dez dias de disputas, a competição contou com mais de cinco mil participantes, em 18 modalidades e movimentou 23 espaços esportivos, rendendo à cidade o vice-campeonato e o título de melhor cidade do interior. No ano que vem, Londrina irá receber os JAP’s Combate, em setembro, os Jogos Abertos do Paraná que contemplam as modalidades de luta, feito conquistado neste ano.

Foto: Vivian Honorato

O município também teve a oportunidade de presenciar campeonatos estaduais e nacionais em diferentes modalidades. Londrina foi palco do Campeonato Brasileiro de Caiaque pólo, do Campeonato Brasileiro de COPA Truck Campeonato, da Liga Nacional de Handebol Adulto Masculino e do Brasileiro de Ginástica Rítmica em Conjuntos. Exemplos de competições no cenário estadual, é possível citar a II Copa Goalball, o 47° Campeonato Paranaense de Karatê, o Campeonato Paranaense de Futsal Feminino, Campeonato Paranaense de Handebol Adulto – série ouro, o Campeonato Paranaense de Conjuntos de Ginástica Rítmica, o Campeonato Paranaense de Voleibol Adulto Masculino Série B, o Campeonato Estadual de Basquete Feminino, Torneio FAP (Federação de Atletismo do Paraná), a 2ª etapa do Circuito Paranaense de Vôlei de Praia e o Campeonato Paranaense de Taekwondo.

Ao todo foram aproximadamente 150 eventos realizados. Para o assessor de Esportes e Eventos da FEL, Sandro Henrique Moreira, o ano foi um sucesso. “Tivemos um crescimento espantoso na parte de eventos. Muitas entidades aceitaram a proposta de serem parceiras junto às Federações e Confederações, trazendo esses eventos para a cidade. Houve um crescimento significativo em relação ao número de participantes e do valor arrecado através do turismo esportivo. Em relação ao número de dias de eventos também houve crescimento. Acreditamos que essa parceria entre a Prefeitura, representada pela FEL, com as associações, entidades e órgãos governamentais possibilitou esse crescimento. A meta para o ano que vem é superar a deste ano e pretendemos realizar muitos eventos esportivos”, contou.  Apresentado este mês, o projeto Londrina em movimento promete realizar eventos esportivos gratuitamente todos os meses.

A comunidade também foi beneficiada com aulas gratuitas. O projeto Futuro realizou mais de 120 mil atendimentos ao longo do ano. As atividades foram encerradas na semana passada e devem retornar no começo de fevereiro. As ações contam com acadêmicos de educação física e são supervisionadas por professores da FEL. Com, aproximadamente, 12 mil alunos em 30 polos, foram oferecidas atividades de futsal, futebol, judô, laboral, ginástica e alongamento, corrida e caminhada, taekwondo, xadrez, hidroginástica, jazz, funcional kids e atletismo. A partir de fevereiro, os interessados podem entrar em contato com a FEL, pelo telefone 3372-9113 e conferir horários e vagas disponíveis em cada polo.

Para imprensa: outras informações com o assessor de Esportes e Eventos da FEL, Sandro Henrique Moreira, pelo (43) 3372-9115.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos