Cidade

Avanços e iniciativas de sucesso na saúde pública são apresentados em evento

A Prefeitura de Londrina, em parceria com o governo do Estado e INESCO, promove a 5ª Mostra Paranaense de Pesquisas em Saúde, na Unifil

Teve início, na manhã desta quinta-feira (11), a Mostra Paranaense de Pesquisas em Saúde. Esta é a quinta edição do evento, que ocorre pela primeira vez em Londrina. Na solenidade de abertura, realizada no auditório da Unifil, participaram os secretários de Saúde do Município, Felippe Machado, e do Estado, Beto Preto, juntamente com o diretor-presidente do INESCO, João José Batista Campos, e outras autoridades locais e regionais.

A 5ª Mostra Paranaense é uma realização do Instituto de Estudo em Saúde Coletiva (INESCO), copromovida pela Secretaria de Estado da Saúde – Escola de Saúde Pública do Paraná, Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, e Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL).

Foto: Saúde/Gustavo Tacaki

Durante a abertura do evento, o secretário estadual de Saúde destacou que a Mostra é de suma importância, pois reúne anualmente as grandes discussões de saúde coletiva do estado, e que as equipes paranaenses, na sua vanguarda e vontade de construir diferenças, colocam em prática. “A produção é grande, seja de experiências e relato de casos, ações rotineiras ou de estatísticas adequadas. Inclusive, temos diversas iniciativas do Estado registradas no roteiro deste forte evento. E Londrina é marcante pela vanguarda que ofereceu, nas décadas de 70 e 80, e que balizou a construção do Sistema Único de Saúde, o SUS. Hoje, mesmo passado tanto tempo e com muitas dificuldades, o SUS permanece como grande política pública, que lutamos para manter revigorada. E, por isso, é importante trazê-lo para dentro da academia, atraindo a juventude acadêmica para esse processo”, relembrou.

Foto: Assessoria INESCO/Zazá Oliva

O secretário municipal reiterou a relevância de Londrina no desenvolvimento e implantação do SUS, ocupando papel de protagonismo na esfera nacional quando da sua implantação. “Hoje, passam por nossas unidades de saúde pública cerca de 10 mil pessoas por dia. Ou seja, a cada dois meses, atendemos o equivalente a toda população da nossa cidade. Evidente que nosso número de acertos é muito superior ao de quando não conseguimos corresponder aos interesses, e nos falta a sabedoria de divulgar isso. Com certeza esse evento tem esse cunho, de divulgar as coisas boas que a saúde executa em todo o Paraná, e que em conjunto a gente consiga, cada vez mais, construir o sistema público de saúde”, afirmou.

Machado parabenizou os organizadores da 5ª Mostra, em especial os servidores do Município que estão apresentando seus trabalhos e projetos dentro da programação do evento. “Mais de 40 trabalhos deles foram inscritos aqui. E nos honra muito que essa Mostra seja feita em Londrina, justamente nesse momento de reconstrução e reestruturação da saúde pública pelo qual estamos passando. É a primeira vez que a Mostra ocorre fora do eixo de Curitiba e, desde que essa ideia foi apresentada, prontamente o prefeito Marcelo Belinati determinou que todo o apoio e condições fossem dados para que esse evento ocorresse aqui”, frisou.

Foto: Saúde/Gustavo Tacaki

Durante a solenidade de abertura do evento, o diretor-presidente do INESCO explicou que a ideia é de que a Mostra contribua com o importante movimento de construção da saúde. “Essa Mostra não deve ser vivenciada apenas como um momento, mas sim como parte de um processo que contribui para o desenvolvimento da pesquisa e da inovação em saúde no Paraná, valorizando a vida”, indicou.

Campos recomendou aos participantes e ouvintes que aproveitem todos os momentos disponibilizados pela programação do evento. “Esperamos que cada um possa aprender ainda mais, e devemos ser ativos aqui no sentido de conhecer o pensamento do outro. A partir da sistematização das experiências apresentadas, é possível fortalecer a formulação das políticas de saúde e educação no Paraná. É da participação de cada de vocês, das mais variadas formas, seja apresentando, ouvindo, interagindo, ou discutindo relatos e experiências, que dependerá o sucesso desse evento”, finalizou.

Na programação da Mostra, 365 trabalhos, projetos de pesquisas e relatos de experiências desenvolvidos nos serviços de saúde estão sendo apresentados. E, dentro deste total, foram selecionados três de cada um dos 16 eixos temáticos para concorrer ao 4º Prêmio Inova Saúde Paraná. A solenidade de entrega irá ocorrer na sexta-feira (12), às 10 horas, com participação do prefeito Marcelo Belinati.

Projetos em Londrina – Programas e ações desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estão disponíveis para apresentação à comunidade durante a Mostra. Um estande apresenta, durante os dois dias de evento, iniciativas voltadas à comunidade e usuários atendidos na esfera municipal. Nesta quinta-feira (11), foram expostos os projetos Petiatras, com cães terapeutas, e seus cuidados voluntários, que visitam pessoas acamadas em hospitais de Londrina, crianças em tratamento contra o câncer e, semanalmente, os pacientes do CAPS 3; e o SAMUZINHO, iniciativa educativa desenvolvida com alunos de escolas municipais pelo Núcleo de Educação em Urgência (NEU), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Londrina.

Foto: Secretaria Municipal de Saúde

No período da tarde, profissionais do Núcleo Ampliado de Apoio à Saúde da Família (NASF) divulgam o Londrina InForma, que está sendo realizado em todas as Unidades Básicas de Saúde da área urbana. Seu objetivo principal é, por meio de encontros semanais, tarefas e avaliações, promover hábitos saudáveis para prevenir doenças crônicas não transmissíveis, como obesidade, hipertensão, diabetes, entre outras. Outro projeto exposto hoje, quinta-feira (11), são as Práticas Integrativas e Complementares (PIC’s) ofertadas na rede municipal de saúde, como acupuntura, homeopatia, meditação e auriculoterapia, entre outras.

Para sexta-feira (12), o estande da SMS irá apresentar o projeto das Hortas de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) e fitoterápicos. A iniciativa, que está sendo desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, busca informar a comunidade sobre quais são as PANCs e os fitoterápicos, como identificá-los e aproveitá-los. No estande, estarão disponíveis algumas mudas para visualização, além de receitas que utilizam esses produtos.

Agenda – A programação desta quinta-feira (11) contempla três painéis sequenciais, das 14 às 19h30, sobre os seguintes temas: Rede de Pesquisa em Saúde da SESA – situação atual e perspectivas; Inovação em saúde e Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) no Paraná; e Rede Paranaense de Preservação da Memória da Saúde Pública – situação atual e perspectivas.

E na sexta-feira (12), outros painéis para debate ocorrerão simultaneamente, das 8 horas às 9h30. Os tópicos abordados serão Saúde bucal no Paraná; Cuidados Paliativos no Paraná – situação atual e perspectivas; Dietas Hospitalares – proposta de padronização para a qualificação dos serviços; e Planejamento Regional – desafios e perspectivas das equipes gestoras.

O encontro integra, dentro de sua programação, o 2º Seminário da Rede de Pesquisa em Saúde da SESA, o 2º Encontro de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) no Paraná e o 1º Encontro da Rede de Preservação da Memória da Saúde Pública do Paraná. São apoiadores da 5ª Mostra a Fundação Araucária, Sanepar, instituições de ensino superior e entidades e órgãos ligados à saúde.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos