Destaques

Município promove reforma do Teatro Zaqueu de Melo e Biblioteca Municipal

Locais receberão pintura externa, troca de calhas de água das chuvas, obras de acessibilidade e arrumação das calçadas

A área cultural de Londrina recebeu mais uma boa notícia na manhã desta sexta-feira (2). O prefeito Marcelo Belinati e o secretário municipal de Cultura, Caio Cesaro, assinaram a ordem de serviço para as obras de melhorias do prédio público que comporta o Teatro Zaqueu de Melo e a Biblioteca Pública Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza, ambos localizados na Avenida Rio de Janeiro, 413, Centro.

Foto: Jenifer de Paula

No local, serão feitas obras emergenciais, visto que o espaço não recebe reformas há cerca de 20 anos. Por isso, será preciso fazer a troca do telhado para que parem as infiltrações, também haverá substituição das calhas de água da chuva, pois as colocadas atualmente não resistem ao grande volume de água. Além disso, toda a fachada externa da Biblioteca e do Teatro será pintada e será feita a troca das pedras de pequeno pavimento das calçadas, conhecidas como petit-pavê. Isso porque, muitas se soltaram com o passar do tempo e hoje acumulam-se buracos no entorno do prédio público.

A Prefeitura também adequará o local com as novas normas de acessibilidade e tudo será feito mantendo-se o padrão histórico das calçadas e da estrutura do prédio, seguindo os padrões legais e técnicos vigentes no momento. Segundo o prefeito, essa reforma faz parte da primeira etapa de melhorias que o Teatro e a Biblioteca receberão e estão dentro do planejamento de revitalização de todas as regiões da cidade, inclusiva da área central. “Essa obra é de fundamental importância para resgatar e valorizar a história de Londrina dentro de um processo de revitalização de toda região central, com a biblioteca, o teatro, a Praça Rocha Pombo, Praça da Bandeira, Concha Acústica e do Bosque Central que está em projeto”, disse.

Foto: Jenifer de Paula

Durante os serviços, não será necessário o fechamento da sede da Biblioteca e os trabalhadores devem iniciá-los logo após a assinatura da ordem de serviço, que foi feita hoje. A estimativa é que leve 120 dias, ou seja, cerca de 3 meses para ser finalizado. “Terá uma segunda etapa de obras, porque o prédio está há bastante tempo sem intervenção. Mas é importante ressaltar, que precisamos recuperar os investimentos de manutenção dos espaços municipais, pois se eles fossem feitos anualmente, não teríamos que dizer que passaram-se tantos anos e que não houve reforma”, explicou o secretário de Cultura.

A empresa responsável pela execução das obras é a Da Crus Alves-ME, de Jandaia do Sul, qu venceu a Tomada de Preços nº 0009/2018. Ela receberá R$ 323.965,48 para executar o serviço. De acordo com Cesaro, em uma segunda etapa, será reformada a estrutura do Teatro Zaqueu de Melo, com o revestimento de poltronas, adequações às normas de segurança, colocação de materiais antichamas, saídas de emergência, inclusão de elevador para garantir a acessibilidade, entre outras. A estimativa é que sejam necessários R$ 2 milhões para essa obra.

Durante a solenidade, a presidente do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultura, Vanda de Moraes, afirmou que a assinatura da ordem de serviço demonstra o esforço do prefeito Marcelo em prol da conservação dos prédios históricos e da memória da cidade de Londrina.

Foto: Jenifer de Paula

“Esse é um momento de alegria para nós, que vamos voltar a ter nosso chão estrelado. Também faço um agradecimento especial ao prefeito e à Câmara de Vereadores pela aprovação do Fundo Municipal de Conservação, que será operacionalizado agora. Com ele, poderemos receber recursos destinados especificamente para a área, o que trará vários benefícios para o patrimônio histórico, assim como pelo projeto para a restauração da calçada em frente ao Teatro Ouro Verde. Gostaria de agradecer pelo carinho dessa administração com o patrimônio da cidade”, ressaltou Vanda.

Estiveram presentes os vereadores Aylton Nantes, Jamil Janene, Pericles Deliberador, Gui Belinati; a assessoria da deputada federal Luísa Canziani; o padre Rafael Solano; o violinista Roney Marczak; a presidente da Associação Concha dos Amigos e Moradores do Centro Histórico de Londrina, Solange Gaya; secretariado municipal e representantes da sociedade em geral.

Outras informações podem ser obtidas com o secretário de Cultura, Caio Cesaro, pelo 3371-6600.

Etiquetas
Mostrar mais

Ana Paula Hedler

Gestora de Comunicação, formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, especialista em Comunicação com o Mercado pela Universidade Estadual de Londrina e Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos