Cidadão

Unidades Básicas de Saúde abrem neste sábado para campanha Outubro Rosa

Dentre os serviços disponíveis, haverá coleta de exames preventivos, avaliação de mamas, solicitação de mamografias e ultrassons

Dentro das ações da campanha Outubro Rosa, voltada aos cuidados de saúde da mulher, a Prefeitura de Londrina promove, neste sábado (19), o Dia D. Na ocasião, todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estarão abertas, das 8 às 17 horas, para atendimento de usuárias. Dentre os serviços que serão disponibilizados, haverá orientações de saúde na sala de espera, avaliação de mamas, solicitação de mamografias e ultrassonografias, coleta de exames preventivos para câncer de colo uterino, entre outros.

A coordenadora em Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran, citou que é preocupante o fato de ainda ocorrerem óbitos por câncer de mama ou colo de útero, por serem doenças de tratamento eficaz quando diagnosticados em fase inicial. “A campanha Outubro Rosa é voltada ao câncer de mama, mas também abordamos o câncer de colo uterino, ressaltando a importância da qualidade de vida, com hábitos saudáveis e a mudança de estilo de vida, ou seja, abrangemos outras ações também. Isso inclui uma reeducação alimentar, praticar exercícios físicos e manter os exames periódicos. Ao menos uma vez por ano, a mulher deve procurar as unidades de saúde para realizar exames, ou quando ela observar alguma alteração no corpo e até mesmo se tiver dúvidas”, detalhou.

Priscila alertou que as pacientes interessadas em obter avaliação e atendimento neste sábado (19) devem procurar a UBS mais próxima de sua residência, com antecedência, para realizar o agendamento. “As agendas foram abertas previamente, em sua maioria. E a mulher que não conseguir ser atendida neste sábado, será seu atendimento agendado para outra data, pois as ações vão prosseguir no decorrer do mês, e as coletas de exames são ofertadas o ano inteiro. É um momento de reforço, mas o atendimento pode ser procurado em qualquer outra data, na UBS da sua região”, frisou.

Além dos serviços de coleta de exames, solicitações e avaliações, no Dia D também haverá vacinação contra HPV, para meninos de 11 a 14 anos e meninas de 9 a 14 anos. “Também serão ofertadas atividades nas salas de espera, com orientações sobre os grupos disponíveis nas UBSs, como os de atividade física, educação alimentar, fisioterapia, psicologia. É uma oportunidade de conhecer o que a UBS do seu bairro oferece, principalmente pela questão da prevenção. Nosso principal objetivo é conscientizar a mulher sobre a importância de se cuidar. A maioria das mulheres trabalha fora e em casa, cuida da família, e muitas vezes elas deixam de cuidar de si mesmas. E é por isso que ainda temos diagnósticos tardios”, comentou a coordenadora.

Campanha – O Outubro Rosa é uma campanha mundial com enfoque nas ações de prevenção, rastreio e diagnóstico precoce em relação ao câncer de mama e colo uterino. Isso porque, o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e também no Brasil. Ele responde por cerca de 30% dos novos casos de câncer, a cada ano. E como evolui de forma lenta, na maioria das vezes, o câncer de mama é passível de detecção precoce e tratamento em tempo oportuno.

Já o câncer de colo uterino, também chamado de câncer cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano, o vírus HPV. O vírus é transmitido pelo contato direto, sendo mais comum o contágio sexual, e as lesões provocadas pelos tipos oncogênicos do HPV podem evoluir para o câncer. Essas lesões ou alterações são detectadas facilmente no exame preventivo, conhecido também como Papanicolau, e curáveis em grande totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica desse exame, e a vacinação contra o HPV.

Segundo o Ministério da Saúde, os fatores de risco para o câncer de mama abrangem as mulheres com idade de 50 a 69 anos; ter histórico de câncer de mama em parente consanguíneo ou histórico de câncer de ovário; menstruação precoce, em idade menor que 12 anos, ou menopausa tardia, após 55 anos, dentre outros fatores. Em relação ao câncer de colo uterino, o Ministério preconiza como fatores de risco a faixa etária de 25 a 64 anos, histórico familiar, ter múltiplos parceiros sexuais, tabagismo, início precoce de atividade sexual, entre outros.

Números – De acordo com levantamento do Instituto Nacional de Câncer, em 2018 a estimativa foi de 59.700 novos casos de câncer de mama, e 16.370 de colo uterino. Em Londrina, no ano de 2018, foram registrados no Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde, 69 óbitos provocados pelo câncer de mama, e 21 mortes devido ao câncer de colo uterino. Somente este ano, os óbitos por câncer de mama e de colo uterino foram 41 e 21, respectivamente.

Para a imprensa: outras informações podem ser obtidas com a coordenadora em Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran, 3372-9826. 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos