Destaques

Biblioteca Municipal recebe nome de padre que ajudou a construir Santuário em Londrina

O objetivo da mudança foi homenagear o padre Adelino Carlos de Carli, que dedicou sua vida aos trabalhos com imigrantes

Na manhã do último domingo (1º), o prefeito Marcelo Belinati, esteve na sede da Biblioteca Ramal da Vila Nova para sancionar a Lei Municipal nº 12.956, que alterou o nome do espaço público de leitura para Biblioteca Ramal “Padre Adelino de Carli”. A solenidade foi realizada no Santuário Nossa Senhora Aparecida, localizado na Rua Grajaú, 245, onde está instalada a biblioteca.

Foto: Gustavo Tacaki

O projeto de lei pedindo a mudança do nome é de autoria do vereador Ailton Nantes e com ele alterou-se o inciso II do artigo 71 da Lei nº 11.535/2012. O objetivo da mudança foi homenagear o padre Adelino Carlos de Carli, que dedicou sua vida aos trabalhos com imigrantes.

Em Londrina, o sacerdote ajudou na evangelização de fiéis e assumiu a Paróquia Nossa Senhora Aparecida na Vila Nova. Após muita dedicação, em 1997, o padre conseguiu transformar o local em Santuário de Senhora Aparecida de Londrina. O espaço recebeu diversas melhorias, com o apoio do padre. Entre elas foi realizada a cobertura do pátio e as reformas do altar, do salão, da cozinha paroquial, das salas de catequese e da casa paroquial. Além disso, foi construída a capela, na entrada do Santuário. Carli faleceu no Rio de Janeiro, em 2012, após 54 anos de sacerdócio, tendo completado 83 anos de idade.

Foto: Gustavo Tacaki

De acordo com o proponente do Projeto de Lei, a ideia de nomear a biblioteca como forma de homenagear o padre surgiu da própria família do pároco, que procurou o vereador. “Tenho um relacionamento estreito com o bairro e tive o prazer de conhecer o padre Adelino de Carli. Ele era uma pessoa que tinha prazer em visitar a comunidade, independente do credo religioso, e de ajudar em tudo que ele podia. Além disso, fizemos uma pesquisa informal com a comunidade e a maioria escolheu o nome dele para homenagear”, esclareceu o vereador.

Corroborando com Nantes, a diretora de Patrimônio Artístico e Histórico-Cultural do Município de Londrina, Solange Batigliana, afirmou que conhecia o homenageado e teceu elogios. “O padre era uma figura muito forte e inspiradora, jovial e ativa. Todos gostavam muito dele! Além disso, durante a cerimônia, a comunidade pôde assistir ao descerramento da placa com o novo nome e ouvir o pronunciamento das autoridades.

Foto: Gustavo Tacaki

Segundo o secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, a solenidade foi simples, porém muito participativa e, principalmente, homenageou de forma justa uma pessoa significativa para aquela comunidade. “Foi uma cerimônia bonita, que aconteceu logo após a missa. Para nós foi muito bom dar ao equipamento público cultural o nome de alguém que a comunidade reconhece e valoriza, porque ajuda a criar laços de afetividade, ainda mais quando nós percebemos o carinho de todos pelo homenageado”.

Já a diretora de Bibliotecas, da Secretaria Municipal de Cultura, Leda Araújo, lembrou da importância de se valorizar os espaços de leitura, do livro e da literatura, pois ali encontram-se conhecimentos de diversas áreas. “As bibliotecas têm um papel fundamental na formação do cidadão e ajudam a transformar a sociedade. Por isso, o poder público deve sempre apoiar políticas públicas e ações que as valorizem”, defende.

As bibliotecas municipais fazem parte do Sistema Municipal de Patrimônio Cultural e Museus, da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina. Elas têm como objetivo a democratização do acesso público, o fomento à leitura e à formação de mediadores, a valorização da leitura e da comunicação, tendo o livro como material de valor social e cultural e bem público, e o incentivo à criação literária, oficinas, produção e circulação.

Foto: Gustavo Tacaki

Participaram da cerimônia o prefeito Marcelo Belinati, o secretário municipal de Cultura, os vereadores Ailton Nantes e Jamil Janene, o padre Jorge Guillermo Arias Santisteban, ministros da igreja, parentes do homenageado e a comunidade em geral.

Sobre a Biblioteca Padre Adelino de Carli – Sua sede possui servidores para orientar os cidadãos que forem pesquisar em livros, jornais, revistas, mapas, enciclopédias, dicionários, guias e CD-ROMs existentes no acervo. Ela é aberta ao público, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, na Rua Purus, 45, Bairro Vila Nova. Para usufruir do espaço não é preciso agendar horário e os leitores podem emprestar até três livros por vez. Aqueles que tiverem alguma dúvida podem entrar em contato pelo telefone (43) 3329-6993 ou através do e-mail biblioteca.vilanova@londrina.pr.gov.br.

Para a imprensa: outras informações podem ser obtidas com o secretário de Cultura, Caio Cesaro, pelo 3371-6600.

Etiquetas
Mostrar mais

Ana Paula Hedler

Gestora de Comunicação, especialista em Comunicação com o Mercado e Mestre em Ciência Política

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos