Cidadão

Prefeitura encerra 1º ciclo do Londrina In Forma com 600 pessoas beneficiadas

Projeto da Secretaria de Saúde foi executado em 34 UBSs da zona urbana; segundo ciclo inicia ainda este mês, atendendo outras pessoas

O projeto Londrina In Forma, que está em execução desde maio com o objetivo de estimular na população a prática de atividades físicas e alimentação saudável, encerrou o primeiro ciclo de atividades. Ao todo, nesta primeira fase foram beneficiadas cerca de 600 pessoas, que participaram dos encontros em 34 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), da zona urbana. Destas, três unidades estão terminando o primeiro ciclo.

Foto: Saúde

A coordenadora do Programa Saúde da Família (PSF) – Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Vânia Cristina da Silva Alcântara ressaltou que o primeiro ciclo teve uma boa adesão da comunidade londrinense. “Não foram preenchidas todas as vagas ofertadas, mas foi uma quantidade expressiva de pessoas participando. Fizemos alguns ajustes, ao longo da execução do projeto, com relação a quantidade de orientações dadas, para que os encontros fossem mais práticos e objetivos”, disse.

Segundo ela, 35 UBSs iniciarão o segundo ciclo a partir deste mês, atendendo novos participantes. Algumas, que tinham lista de espera, já começaram as avaliações para iniciar o trabalho ainda neste mês, como a UBS do Jardim do Sol, que inicia o 2º ciclo na próxima quarta-feira (16).

“Estamos otimistas para esta segunda fase. Além das unidades que já estão no início do segundo ciclo, outras estão intensificando as ações de divulgação, que também é importante para uma maior adesão. Também estamos tentando flexibilizar horários, para que mais pessoas possam participar, e aquelas que já finalizaram o primeiro ciclo estão fazendo as manutenções do projeto. Vamos manter Londrina In Forma no próximo ano, iniciando um novo ciclo no primeiro semestre de 2020”, enfatizou.

A nutricionista do NASF 6, Franciele Carvalho de Souza, que participou de todos os encontros nas UBSs do Jardim do Sol, Alvorada, Leonor e Santiago, destacou que os usuários relataram diversas melhorias na qualidade de vida deles, como maior ingestão de líquidos, prática usual de atividade física, reeducação alimentar e perda de peso. “Eles relatam diversas mudanças no estilo de vida, incluindo uma alimentação mais saudável, em suas rotinas, e atividades físicas regulares. Eles também tiveram apoio emocional e do farmacêutico, durante este processo, e agora poderão continuar a caminhada sozinhos”, disse.

Uma das participantes do projeto, Clareane Joan Matos, de 35 anos, que participou dos oito encontros na UBS do Jardim do Sol, afirmou que participar do Londrina In Forma fez toda diferença em sua vida. Ela contou que conseguiu emagrecer 3 kg, durante a execução da iniciativa. “Eu me alimentava errado, estava acima do peso e com os exames de saúde alterados. Com o projeto, aprendi a combinar os pratos, fazer uma reeducação alimentar, e agora pratico caminhadas diariamente. Foi muito proveitoso participar, pois o que eu aprendi está fazendo muita diferença no meu corpo e hoje tenho mais disposição para as tarefas do dia a dia”, frisou.

Foto: Saúde

Como participar – Os interessados devem se dirigir até as UBSs, para fazer um cadastro. Os critérios para participar são: ter acima de 15 anos, condições físicas para participar dos exercícios e disponibilidade para participar dos oito encontros semanais. Na sequência, as equipes dos NASFs fazem avaliações e exames com as pessoas que efetuaram o cadastro, para iniciar os encontros do projeto.

Ao todo a iniciativa contempla oito encontros, cada um com um objetivo, conduzidos pelos profissionais do NASF: educadores físicos, fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos e psicólogos, além de dentistas, Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e outros profissionais.

Durante a execução do projeto, os participantes recebem diversas informações, como: orientações nutricionais e de saúde bucal; atividades físicas, dentro das limitações de cada pessoa, com o treino adaptado pelo fisioterapeuta; suporte emocional, por meio dos psicólogos; e palestras com farmacêuticos. Depois, são feitas manutenções.

Para a imprensa: outras informações podem ser obtidas com a coordenadora do Programa Saúde da Família (PSF) – Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Vânia Cristina da Silva Alcântara, no telefone 3372-9810.

Etiquetas
Mostrar mais

Dayane Albuquerque

Gestora de Comunicação - Jornalista Prefeitura Municipal de Londrina

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Compartilhamentos